BRÓCOLIS AO CREME DE MOLHO BRANCO

ESSA RECEITA É INPERDIVEL E PERDIDAMENTE DELICIOSA !


 




Ingredientes     Quantidades

  • Leite___________500 ml 
  • Margarina_______3 colheres (sopa)
  • Farinha de trigo___3 colheres (sopa)
  • Sal_____________a gosto
  • Creme de leite____1 unidade
  • Brócolis limpo e separado das folhas e dos talos___1 maço
  • Queijo parmesão ralado para polvilhar___a gosto
  • Não jogue nada fora porque vamos aproveitar tudo nesta receita


MODO DE PREPARO


Para o molho branco, coloque a margarina e a farinha de trigo numa panela, aqueça e despejando o leite aos poucos, mexa sem parar quando estiver no ponto e bem cozido coloque e prove o sal, desligue o fogo e coloque o creme de leite com soro e tudo, mexa bem e reserve.

Para os brócolis: Separe os talos, as folhas e as flores do brócolis, dos talos deverão retirar uma película ou casca dele puxando com uma faca pequena e eles ficarão limpos e macios, se não retirar esta película ao cozinhar os talos ficarão fibrosos e duros.

Das folhas retirem somente os talos mais duros e lave bem em água corrente e reserve. Das flores não se tira nada, só lave bem e reserve.

Em uma panela com água fervente coloque primeiro os talos e ferva 5 minutos, acrescente as flores deixe mais 3 minutos acrescente as folhas e deixe 30 segundos, retire tudo junto e coloque em água fria com gelo, fazendo assim eles ficarão al dente e bem verde escuro.

Reserve

Em um refratário coloque os brócolis com os talos e folhas, vá colocando o molho branco ainda quente ajeite cuidadosamente com um garfo ou colher, polvilhe o queijo ralado e leve ao forno só para para gratinar.

Confira também

SARDINHA COM LEGUMES

SALSICHA AO MOLHO BRANCO

BOBÓ DE PEIXE

CANJIQUINHA ESPECIAL

ROLÊ DE PÃO

PATÊ DE SALSA

CASCA DE BANANA À NAPOLITANA



BENEFÍCIOS DO BRÓCOLIS 



Os brócolis possuem fitonutrientes que contribuem com a diminuição do processo inflamatório e do estresse oxidativo responsável pela liberação de substâncias que causam a inflamação.
Entre os antioxidantes, destacam-se carotenoides, luteína e zeaxantina, que combatem os radicais livres e diminuem o teor inflamatório das células do corpo.
Sabe-se também que o efeito antioxidante do sulforafano nos brócolis reduz os marcadores de inflamação.
Incluir mais brócolis na dieta pode prevenir problemas cardíacos. Isso porque o vegetal contém fibras, potássio, magnésio e antioxidantes que fazem bem para a saúde do coração. O potássio e o magnésio, por exemplo, ajudam na regulação da pressão arterial e promovem o relaxamento dos músculos do coração e das artérias. Já as fibras controlam o colesterol ruim do organismo. Ambas condições são fatores de riscos para as doenças cardíacas.
Por ter fibras, principalmente do tipo insolúvel, o consumo regular favorece o funcionamento do intestino. Por isso, previne a prisão de ventre, uma vez que auxilia na manutenção da microbiota intestinal, estimulando a motilidade e contribuindo com a consistência normal das fezes. Vale destacar que também é importante ingerir bastante água para evitar a constipação.
O brócolis contém ácido fólico, imprescindível na gestação, pois esse nutriente ajuda na formação do sistema nervoso do bebê e previne doenças graves, como anencefalia e espinha bífida. A deficiência desse nutriente está associada a várias complicações na gestação, tais
como aborto espontâneo e síndromes hipertensivas na gravidez. Além disso, oferece uma boa dose de antioxidantes, fibras, cálcio e vitaminas que são importantes para as futuras mães.
Por ser fonte de magnésio, zinco e vitamina K, o alimento desempenha um papel importante na adequada mineralização do tecido ósseo. Além disso, a presença do cálcio, vitamina A e C auxiliam na manutenção de ossos saudáveis. O cálcio é um importante mineral para os ossos e dentes, uma vez que participa da manutenção da massa óssea, evitando a osteoporose, que acomete principalmente os idosos e as mulheres após a menopausa.
Estudos demonstram que o sulforafano também inibe a produção de glicose e provoca a melhora da glicemia em humanos. Além disso, a quantidade de fibras do alimento reduz os níveis de açúcar no sangue em pessoas com diabetes tipo 2.




Postar um comentário

0 Comentários